Diferentes graus de cremosidade

Brasileiros gostam mesmo de requeijão, e variedade não falta: por isso, fomos em busca dos principais produtos do mercado. Mas se escolher bem o requeijão exige certa habilidade, espalhá-lo em pães e bolachas também tem lá sua ciência.

O Estado de S.Paulo

21 Fevereiro 2008 | 04h09

Para quem tem mais de 30 anos, não há como tapear a memória gustativa: aquele requeijão cremoso dos anos 70, 80, no copão de vidro, cuja tampa se abria com o auxílio de uma faca, ficou como referência de sabor. É o que, numa abordagem livre, poderia se chamar de "padrão afetivo Poços de Caldas" - o requeijão criado pelo seu Moacyr. Mas será que aquele gosto se perdeu, pelas inevitáveis mudanças de receitas, ingredientes, paladares e necessidades dietéticas e/ou mercadológicas? Paladar resolveu investigar algumas das principais opções vendidas nos mercados. Experimentou variados produtos e concluiu que a brasileiríssima tradição do pão com requeijão cremoso está, sim, assegurada. Entre os destaques, marcas como a Crioulo, do Paraná, não muito fácil de encontrar (no Mercado Municipal sempre tem), com muito equilíbrio entre sabor e cremosidade. Ou a tradicional Aviação, conhecida por sua manteiga de lata. E ainda a versão cremosa do Catupiry - o produto que, no fim das contas, começou toda essa história. Polenghi Cremoso Mussarela - Tem gordura vegetal e amido. Predomina certo gosto artificial. R$ 4,10 Paulista - Se a embalagem anuncia "mais sabor", na boca isso não se confirma. Tem amido na composição. R$ 3,84 Aviação - Lembra o requeijão de 10, 20 anos atrás. É bem cremoso, quase elástico. Muito saboroso. R$ 4,20 Poços de Caldas tradicional - Pioneiro, mas sofreu alterações. Já foi mais cremoso e saboroso. R$ 4,40 Crioulo - Paranaense, esse requeijão é difícil de encontrar, mas vale o esforço: cremoso e muito gostoso. R$ 3 Danubio - É saboroso, tem coloração alvíssima e consistência firme. No entanto, lembra muito o cream cheese. R$ 4,40 Nestlé - Pouco cremoso, pouco consistente, chega a ter o aspecto quase de uma maionese. R$ 4,30 Leco Tradicional - Um pouco mais ralo que o Aviação e o Crioulo, mas cremoso. Sabor suave e agradável. R$ 3,81 Polenghi Tradicional - O bom requeijão não leva gordura vegetal nem amido. Este leva. R$ 4 Fazenda Bela Vista - É firme e consistente. Feito com leite tipo A, predomina o gosto de leite. R$ 4,50 Itambé tradicional - Tem todas as qualidades de um requeijão de respeito, como cremosidade e sabor. R$ 4,20 Poços de Caldas Light - Pode até ter 64% menos de gordura, mas é mais aguado (e menos gostoso). R$ 4,90 Aviação Sabor Cheddar - Mesma consistência do requeijão tradicional. Sabor forte, obviamente do queijo cheddar. R$ 4,40 Catupiry Copocrem -Tem consistência firme, mas é bastante cremoso. O sabor forte lembra o catupiry. R$ 5 Aviação Light - É menos cremoso que o tradicional, mas continua saboroso. 32% menos de gordura. R$ 4,50 Regina - É bastante cremoso e firme. Pode ser cortado como um queijo. Mesmo light, é bem saboroso. R$ 11,50 Borghese - Feito com leite e creme de leite de búfala, tem gosto forte. Diferente do requeijão tradicional. R$7,40 Danubio tradicional - A embalagem é diferente, mas o sabor e consistência são os do requeijão de copo. R$ 3,03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.