Dilma acredita que ex-presidente Lula vai se curar

A presidente Dilma Rousseff emitiu nota neste sábado demonstrando confiança na cura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, diagnosticado com câncer, e lembrou que também já enfrentou um tratamento contra a doença.

JEFERSON RIBEIRO, REUTERS

29 Outubro 2011 | 14h47

"Graças aos exames preventivos, a descoberta do tumor foi feita em estágio que permite seu tratamento e cura. Como todos sabem, passei pelo mesmo tipo de tratamento, com a competente equipe médica do Hospital Sírio Libanês, que me levou à recuperação total. Tenho certeza de que acontecerá o mesmo com o presidente Lula", diz a nota.

Em 2009, a própria Dilma passou, com sucesso, por um tratamento contra um câncer no sistema linfático, detectado em estágio inicial.

O diagnóstico do ex-presidente foi divulgado neste sábado, após exames realizados no Hospital Sírio-Libanês, e os médicos indicaram que Lula passará a partir de segunda-feira por um tratamento quimioterápico.

Dilma afirmou que Lula é um "líder, um símbolo e um exemplo para todos nós" e que com força e determinação ele superará esse desafio, contando com o "apoio e a força de D. Mariza (Mariza Letícia, esposa de Lula)".

"Como presidenta da República e ex-ministra do presidente Lula, mas, sobretudo, como sua amiga, companheira, irmã e admiradora, estarei a seu lado com meu apoio e amizade para acompanhar a superação de mais esse obstáculo", afirmou Dilma.

Mais cedo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse que a presidente estava "muito preocupada" quando lhe transmitiu a notícia.

(Edição de Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
POLITICADILMALULA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.