Dilma assina medida que dá poderes à ANP para regular etanol

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta quinta-feira uma medida provisória que muda a classificação do etanol de "produto agrícola" para "combustível", o que abre espaço para que a Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANP) regule a comercialização, a estocagem, a exportação e a importação do produto, informou uma fonte do Palácio do Planalto.

REUTERS

28 de abril de 2011 | 20h35

A MP 532, que será publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, também permite que a mistura de álcool anidro na gasolina seja de 18 por cento o mínimo e de 25 por cento no máximo, segundo a fonte que pediu para não ser identificada. Antes, essa banda era entre 20 por cento e 25 por cento.

A diminuição da mistura de álcool anidro na gasolina tem impacto direto no preço do combustível, já que o álcool tem enfrentando uma forte alta dos preços nos últimos meses.

(Por Jeferson Ribeiro)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSMPETANOL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.