Dilma: capacitação profissional é desafio para crescimento

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quinta-feira que o sistema de ensino profissionalizante representa um desafio para o crescimento do país.

REUTERS

28 Abril 2011 | 18h19

"O sistema de capacitação profissional brasileiro já não corresponde às necessidades do país e às dimensões de nossa economia", afirmou Dilma no lançamento do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec).

Segundo a presidente, o atual sistema faz parte de um outro período do desenvolvimento econômico do país, que passa por um "vigoroso e duradouro" processo de desenvolvimento.

"Por isso, se tornou um desafio, um desafio à nossa capacidade de crescimento", acrescentou.

Dilma voltou a afirmar que o país está atualmente próximo do "pleno emprego" e enfrenta grande demanda de mão-de-obra qualificada, que disse ser muitas vezes assimétrica.

"Em casos, falta mão-de-obra qualificada e em outros, sobra mão-de-obra sem a qualificação necessária", afirmou.

Dilma reiterou seu pedido ao setor privado para que colabore na formação no exterior.

Na terça-feira, a presidente fez um apelo a empresários, durante a primeira reunião na gestão Dilma do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), para colaborar no financiamento de bolsas para formar estudantes no exterior.

O programa lançado nesta quinta, segundo o governo, visa a expandir a oferta de cursos técnicos e profissionais de nível médio e de cursos de formação inicial e continuada para trabalhadores.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)

Mais conteúdo sobre:
POLITICADILMAPRONATEC*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.