Dilma convidará papa para visitar Brasília, diz ministro

Um dos interlocutores mais próximos da presidente Dilma Rousseff, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta quinta-feira que o governo brasileiro quer que o papa Francisco estenda sua programação no Brasil em virtude da Jornada Mundial da Juventude, viajando também para Brasília.

AE, Agência Estado

21 de março de 2013 | 13h09

Segundo Carvalho, o Palácio do Planalto ainda vai oficializar o convite para que a capital federal seja incluída no roteiro do pontífice. A jornada ocorre de 23 a 28 de julho no Rio de Janeiro.

A visita do Papa Francisco ao Brasil, a primeira de seu pontificado, incluirá o Rio de Janeiro e uma passagem por Aparecida (SP), conforme anunciado nesta quarta-feira por Dilma, após audiência privada de 15 minutos com o papa no Vaticano.

"A presidente ficou bem impressionada com a disposição do papa em apoiar programas relativos ao combate à pobreza. Ela acredita numa parceria efetiva do governo com a Igreja na questão dos pobres", disse Carvalho a jornalistas, após participar de evento em Brasília.

Os organizadores da Jornada Mundial da Juventude preveem uma ampla programação do papa, incluindo uma visita dele ao Cristo Redentor, a um centro de reabilitação de dependentes de drogas e a uma favela.

A presidente ficou "encantada" com a missa do papa Francisco e ficou cantarolando cantos gregorianos, disse Carvalho, que afirmou ter ajudado a presidente a entender latim durante a cerimônia no Vaticano.

Tudo o que sabemos sobre:
papavisitabrasilbrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.