Dilma cumprimenta novo papa, o primeiro latino-americano

Novo papa participará da Jornada Mundial da Juventude, em julho, no Rio de Janeiro

Rafael Moraes Moura,

13 de março de 2013 | 18h21

Após a escolha de Francisco como o novo papa, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República divulgou nota em que a presidente Dilma Rousseff congratulou o novo líder da Igreja Católica, o argentino Jorge Mario Bergoglio, jesuíta de 76 anos. Segundo Dilma, o Brasil "acompanhou com atenção" o conclave e aguarda "com expectativa" a vinda do papa Francisco ao Rio de Janeiro, para participar da Jornada Mundial da Juventude, que ocorre de 23 a 28 de julho deste ano. "Esta visita, em um período tão curto após a escolha do novo pontífice, fortalece as tradições religiosas brasileiras e reforça os laços que ligam o Brasil ao Vaticano", diz o comunicado.

Estão previstos pelo menos dois encontros da presidente com o novo papa durante a Jornada Mundial da Juventude, segundo o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. O primeiro ocorreria no Palácio Laranjeiras, onde haveria uma reunião privativa; o segundo, na missa principal, em Guaratiba.

"Em nome do povo brasileiro, congratulo o novo papa Francisco e cumprimento a Igreja Católica e o povo argentino. Maior país em número de católicos, o Brasil acompanhou com atenção o conclave e a escolha do primeiro papa latino-americano", afirma a nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.