Dilma cumprimenta papa e diz que espera vinda à Jornada Mundial da Juventude

A presidente Dilma Rousseff felicitou nesta quarta-feira o novo papa Francisco 1o em nome do povo brasileiro e disse que espera a vinda do pontífice ao país para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em julho.

Reuters

13 de março de 2013 | 18h42

O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi eleito de forma surpreendente, nesta quarta-feira, para comandar a Igreja Católica Apostólica Romana em uma época de crise. Ele assumiu o nome de Francisco 1o e é primeiro latino-americano a assumir um pontificado.

"Em nome do povo brasileiro, congratulo o novo papa Francisco 1o e cumprimento a Igreja Católica e o povo argentino", disse a presidente em nota divulgada após o anúncio da escolha do novo papa.

"Maior país em número de católicos, o Brasil acompanhou com atenção o conclave e a escolha do primeiro papa latino-americano."

Segundo a presidente, a visita ao Rio de Janeiro para a JMJ de 23 a 28 de julho, pouco tempo depois da escolha, "fortalece as tradições religiosas brasileiras e reforça os laços que ligam o Brasil ao Vaticano".

O novo papa, de 76 anos, não vinha sendo mencionado em nenhuma lista de favoritos, como apareceu o cardeal brasileiro Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
RELIGIAODILMAPAPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.