Dilma defende exploração do pré-sal e diz que recursos ajudarão saúde e educação

A presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição pelo PT, defendeu neste sábado a exploração do petróleo do pré-sal, um dia depois de a candidata do PSB, Marina Silva, ter apresentado seu programa de governo propondo a redução do uso dos combustíveis fósseis.

REUTERS

30 Agosto 2014 | 18h28

“Com o pré-sal, o Brasil vai poder exportar petróleo, isso significa uma grande fonte de riqueza para equilibrar a balança de pagamentos, isso garantirá que seremos de fato um país rico, desenvolvido”, disse Dilma, segundo notícia da Agência Brasil, citando assessoria de campanha da presidente.

Reunida com prefeitos e candidatos de partidos que formam sua coligação no interior de São Paulo, Dilma argumentou que os recursos gerados com o pré-sal ajudarão a financiar investimentos em educação e saúde, conforme previsto na lei que trata da distribuição dos royalties da exploração de petróleo no pré-sal.

Dilma, que era líder isolada da corrida presidencial no primeiro turno, agora divide o primeiro lugar com Marina, ambas com 34 por cento, segundo pesquisa Datafolha divulgada na sexta-feira. A presidente, no entanto, é derrotada pela candidata do PSB na simulação de segundo turno.

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES2014DILMAPRESAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.