Dilma destaca a valorização da profissão de professor

A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta terça-feira a profissão de professor e a educação no País como caminho para superar a pobreza. "As crianças têm de ter educação no campo ou na cidade", afirmou no 11º Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

05 de março de 2013 | 21h14

Dilma espera que todos os recursos arrecadados com o pré-sal sejam direcionados para a educação. "O gasto com educação seria o destino de todos os recursos arrecadados pelo pré-sal. Tem de gastar em educação e gastar muito", declarou.

A presidente destacou o papel do mestre no processo e disse que é preciso gastar dinheiro com o professor, porque é quem ensina a criança. Dilma voltou a falar dos recursos do pré-sal e reiterou que todo o fundo social do pré-sal deva ser destinado primeiro para a educação.

"Daqui a 10 anos a gente vê onde bota, dá para botar um pouco mais em algum lugar. Ou botamos muito dinheiro na educação ou nosso País não vai crescer o que pode", enfatizou.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilmaeducaçãoprofessor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.