Dilma diz que dará 'toda a atenção' e apresentará propostas 'específicas' a SP

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, disse nesta terça-feira que nas próximas semanas pretende dar "toda a atenção" a São Paulo, Estado em que seu adversário no segundo turno, Aécio Neves (PSDB), teve uma grande vantagem no último domingo.

REUTERS

07 de outubro de 2014 | 19h36

“Nós achamos São Paulo um Estado muito importante. Eu pretendo dar toda a atenção a São Paulo, olhar com muito cuidado, inclusive, com propostas específicas para São Paulo”, disse a presidente a jornalistas, sem dar mais detalhes sobre as propostas.

As declarações foram feitas após uma reunião com governadores e senadores do partido eleitos no primeiro turno e com candidatos que seguem na disputa em Estados em que não concorrem com adversários da base aliada do governo.

Em todo o Brasil, Dilma teve no último domingo 41,6 por cento dos votos válidos, enquanto Aécio chegou a 33,6 por cento. Mas em São Paulo o tucano teve 44,2 por cento, enquanto a presidente somou apenas 25,8 por cento.

Ao ser questionada se é possível vencer as eleições sem São Paulo, a presidente afirmou que precisa de todos os Estados. “Eu vou lutar para ganhar em todos os Estados.”

(Reportagem de Nestor Rabello)

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES2014DILMASAOPAULO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.