Dilma diz que Mantega já havia avisado que não poderia seguir no governo em um 2o mandato

A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, já a tinha avisado de que, por questões pessoais, não teria como seguir no governo no caso de um segundo mandato da petista.

REUTERS

08 de setembro de 2014 | 16h12

Em sabatina ao site do jornal O Estado de S. Paulo, a presidente disse que num eventual segundo mandato fará mudanças na política econômica, mas não deu detalhes. Disse, porém, que manterá o foco no emprego e na recuperação dos salários.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.