Dilma diz que vai seguir em frente se perder apoio de integrantes da base para reeleição

A presidente Dilma Rousseff reiterou nesta quarta-feira que até o fim do ano tem que se concentrar em governar o país sem se "desligar nem um minuto", e afirmou que vai seguir em frente caso não conte com o apoio de algum partido da base aliada em sua candidatura à reeleição.

Reuters

30 Abril 2014 | 08h50

"Gostaria muito que quando eu for candidata eu tivesse o apoio da minha própria base, mas não havendo esse apoio a gente vai tocar em frente", disse Dilma em entrevista a emissoras de rádio na Bahia.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

Mais conteúdo sobre:
POLITICADILMABASE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.