Jefferson Bernardes/AFP
Jefferson Bernardes/AFP

Dilma é recebida por comitiva do PT em Porto Alegre

De acordo com assessores, a prioridade da petista, nos próximos dias, é descansar ao lado da filha, Paula Araújo, e dos netos, Gabriel e Guilherme, que moram na cidade

Gabriela Lara, O Estado de S.Paulo

06 Setembro 2016 | 23h45

PORTO ALEGRE - A presidente cassada Dilma Rousseff chegou à capital gaúcha num fim de tarde chuvoso e frio nesta terça-feira, 6, após deixar em definitivo o Palácio da Alvorada, em Brasília. Ela desembarcou na Base Aérea de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, por volta das 19 horas.

Foi recebida, ainda lá dentro, por uma pequena comitiva formada pela diretoria do PT no Rio Grande do Sul. Também estavam presentes os deputados federais Henrique Fontana (PT-RS) e Maria do Rosário (PT-RS), a deputada estadual Manuela D'Ávila (PC do B), o prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PT) e o ex-prefeito de Porto Alegre Raul Ponto (PT), que é candidato este ano à Prefeitura.

Na saída da base militar, Dilma foi recepcionada por um grupo de cerca 80 simpatizantes que à esperava na rua - o local não é aberto ao público. Ela desceu do carro, cumprimentou as pessoas e recebeu rosas vermelhas, assim como já havia feito com quem foi até o acesso ao Alvorada para se despedir dela, na capital federal.

A ideia inicial é que ela faria um ato maior de boas-vindas no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. Como o avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que levava a petista aterrissou na verdade na Base Aérea de Canoas, o evento acabou sendo cancelado, e poucas pessoas foram até Canoas.

Assessores da petista explicaram que a decisão de mudar o local de pouso partiu da FAB. A equipe da ex-presidente foi informada, durante o dia, que não seria possível descer no Salgado Filho. A maior parte dos integrantes do PT e de movimentos sociais se concentrou na Esquina Democrática, no centro da cidade, onde ocorre, desde o fim da tarde, uma manifestação contra o governo do presidente Michel Temer. Dilma pensou em ir até o local, mas desistiu por causa do mau tempo e do cansaço. Queria ir para casa depois de um dia intenso.

Da Base Aérea, se dirigiu diretamente para seu apartamento, localizado na zona sul de Porto Alegre. A comitiva chegou às 19h35, em dois carros. O ex-ministro do Trabalho, Miguel Rossetto, que viajou no avião com Dilma, a acompanhava. Ela não falou com a imprensa.

De acordo com assessores, a prioridade da petista, nos próximos dias, é descansar ao lado da filha, Paula Araújo, e dos netos, Gabriel e Guilherme, que moram na cidade. Ela pretende tirar umas férias de uma ou duas semanas. Não está descartada a possibilidade de que deixe Porto Alegre por alguns dias para ter mais privacidade. Sua mãe, Dilma Jane, de 93 anos, que vivia com ela em Brasília, está em Minas Gerais com parentes.

A mudança de Dilma que saiu de Brasília deve chegar à capital gaúcha no final desta semana. Quase tudo irá para um depósito alugado. Só terão espaço no apartamento, no bairro Tristeza, os objetos pessoais, inclusive os livros trazidos de Brasília - mais de oito caixas.

A ex-presidente vai fixar residência em Porto Alegre, mas pretende passar temporadas no Rio de Janeiro. Sua mãe tem um apartamento na zona sul do Rio. A cidade é considerada mais estratégica para que a petista se movimente pelo cenário político e possa fazer oposição ao governo de Michel Temer.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.