Dilma promete fazer todas mudanças necessárias que não afetem salário e emprego

Dilma promete fazer todas mudanças necessárias que não afetem salário e emprego

Para a presidente, o País deve resistir à "imensa crise" de postos de trabalho que afeta o mundo

REUTERS

12 Setembro 2014 | 12h24

A presidente Dilma Rousseff (PT) prometeu nesta sexta-feira que, se reeleita, fará todas as mudanças necessárias em um segundo governo, desde que não afetem o emprego e a valorização dos salários.

Em sabatina no jornal O Globo, a presidente disse que o país precisa manter o emprego e a política de valorização do salário mínimo como forma de "resistir" ao que chamou de crise internacional.

"Essa imensa crise que afeta o mundo, que é a crise do emprego, nós temos de resistir a ela, resistir a todos que querem que o Brasil mude de rota neste sentido, no sentido do emprego", disse a presidente, que busca a reeleição.

"Todas as mudanças necessárias que não afetam o emprego e que não afetam a valorização dos salários, nós faremos", acrescentou a petista, afirmando ainda que "jamais" comprometerá o emprego e a renda.

(Por Eduardo Simões)

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES2014DILMAMUDANCAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.