Dilma reúne PT e PMDB para reafirmar aliança de olho em 2014

A presidente Dilma Rousseff realiza nesta terça-feira um jantar com líderes do PT e do PMDB para reafirmar a aliança entre os partidos mirando os próximos dois anos e a eleição presidencial de 2014.

Reuters

06 de novembro de 2012 | 19h50

O encontro ocorre no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente, e reunirá o vice-presidente Michel Temer, os presidentes das duas legendas --Rui Falcão (PT) e Valdir Raupp (PMDB), os presidentes da Câmara, Marco Maia (PT), e do Senado, José Sarney (PMDB), e líderes das bancadas.

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) disse a jornalistas que o encontro será o "consagramento" da aliança e negou que a presidente esteja tratando de mudanças ministeriais.

Há expectativas quanto às mudanças que Dilma deve realizar no primeiro escalão do governo para reacomodar sua base aliada após as eleições municipais. A presidente deve abrir espaço para incluir o PSD, partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e ampliar a presença do PMDB.

O PMDB deve, ainda, comandar as duas Casas do Congresso a partir de fevereiro e poderia ser contemplado ainda pela fidelidade a Dilma, tanto em votações na Câmara e no Senado, como em alianças eleitorais do pleito municipal recém-encerrado.

Dilma passou a tarde no Alvorada reunida com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deixou o palácio no início da noite sem falar com jornalistas.

(Reportagem de Hugo Bachega e Ana Flor)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICADILMAJANTAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.