EFE/EPA/MARTIN SYLVES
EFE/EPA/MARTIN SYLVES

Dinamarca está em alerta máximo após ataque a artista, diz premiê

Ataque contra cartunista sueco deixou um civil morto e pelo menos três policiais feridos

REUTERS

14 Fevereiro 2015 | 18h19

A primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt, disse que o país estava em alerta máximo após um "ataque terrorista" em Copenhagen, que, segundo a polícia, teve como alvo o controverso artista sueco Lars Vilks.

"Nós temos certeza agora que aquilo foi um ataque politicamente motivado e, assim, foi um ataque terrorista", disse ela repórteres perto do local do tiroteio, em que um civil foi morto e três policiais ficaram feridos.

"Estamos em estado de alerta em todo o país."

Segundo a polícia, depoimentos preliminares de testemunhas sugerem que teria sido apenas um terrorista, e não dois como anteriormente foi divulgado.

Uma fotografia do suspeito foi divulgada.

O embaixador da França na Dinamarca, que participava do evento, assim como Vilks, saíram ilesos.

(Reportagem de Sabina Zawadzki)

Mais conteúdo sobre:
DINAMARCA ARTISTA PREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.