Dinossauros conviveram com seus ancestrais, diz estudo

Fósseis dos dois tipos foram descobertos juntos em uma escavação no oeste dos Estados Unidos

Associated Press,

19 Julho 2007 | 17h22

Dinossauros conviveram na Terra, por milhões de anos, com uma espécie que lhes deu origem. Os dinossauros emergiram no final do Triássico, entre 235 milhões e 200 milhões de anos atrás, e vieram a dominar a Terra no Jurássico, de 200 milhões a 120 milhões de anos atrás.   Cientistas imaginavam que os dinossauros teriam substituído a espécie ancestral rapidamente. De fato, até 2003, quando a criatura, conhecida como Silesaurus foi descoberta na Polônia, nenhum precursor dos dinossauros havia sido encontrado depois do final do Triássico.   Agora, artigo publicado na revista Science mostra que pesquisadores encontraram evidências, no oeste dos Estados Unidos, de que dinossauros e seus precursores coexistiram por dezenas de milhões de anos.   "Encontrar precursores de dinossauros, ou dinossauromorfos basais, juntamente com dinossauros diz algo sobre o ritmo da substituição. Se houve competição entre os dinossauros e os precursores, foi uma competição muito prolongada", diz Randall Irmis, estudante da Universidade da Califórnia e um dos autores do relato publicado na revista.   A equipe relata a descoberta de 1.300 espécimes fósseis, incluindo diversos ossos completos, na Pedreira Hayden de Ghost Ranch, no Novo México. Cientistas prosseguem com as escavações no local. O achado inclui ossos de dinossauros primitivos e de precursores, bem como restos de precursores de crocodilos, peixes e anfíbios, datando de 220 milhões a 210 milhões de anos atrás.

Mais conteúdo sobre:
dinossaurosSciencefósseis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.