Diplomata dos EUA morre a tiros no Sudão

Ainda não está claro se o ataque, na capital sudanesa, teve motivação política.

BBC Brasil, BBC

01 de janeiro de 2008 | 13h00

Um diplomata americano morreu nesta terça-feira depois de ter sido baleado na capital do Sudão, Cartum.Segundo informações do Ministério do Interior sudanês, o carro da embaixada americana foi atacado em um bairro residencial do oeste da cidade. O veículo teria sido alvo de tiros disparados por pessoas que estavam em outro carro.O diplomata, que não foi identificado, levou cinco tiros e morreu depois de ter receber tratamento médio, informou o Ministério. Já o motorista sudanês do diplomata teve morte imediata no local do ataque.Não está claro, até o momento, se o incidente teve motivação política ou se foi um simples ato criminoso, algo comum na capital sudanesa.InvestigaçãoO diplomata trabalhava para a Agência americana de Desenvolvimento Internacional.Em uma mensagem, a embaixada americana em Cartum confirmou a morte do diplomata e disse estar "trabalhando com as autoridades locais para investigar o incidente".O ataque ocorreu um dia depois de uma missão conjunta da União Africana e das Nações Unidas ter começado a patrulhar a região de Darfur, no oeste do Sudão, num esforço de manutenção da paz.Segundo analistas, o sentimento antiamericano é alto no Sudão devido às críticas do governo americano à postura das autoridades sudanesas em relação a Darfur, onde milícias pró-governo são acusadas de atacar vilarejos.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
darfurmissãoONUsudão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.