Direto da Fonte

De concreto, até agora, nada

, O Estadao de S.Paulo

29 de janeiro de 2010 | 00h00

Benjamin Steinbruch foi para Lisboa acompanhar a oferta de compra da Cimpor pela CSN. "O problema concorrencial aqui é tão rígido quanto aí, mas estamos indo bem", contou à coluna ontem, por telefone.

A briga é de cachorro grande. Não bastasse o desentendimento dos acionistas da Cimpor - motivo pelo qual a venda está acontecendo - a disputa pela empresa envolve Camargo Correa, Votorantim e CSN. Todas querendo se associar ou comprar a cimenteira portuguesa, terceira maior no Brasil.

Agregando fervor ao imbróglio, Mariana Tavares, da Secretaria de Direito Econômico, questionou publicamente o interesse da Camargo Correa e da Votorantim. Motivo? Ela entende que as duas manobram para impedir que a CSN cresça no mercado de cimento. E, embora não tenha se manifestado oficialmente, Arthur Badin, do Cade, trilha o mesmo caminho de Mariana.

De concreto 2

O raciocínio: por que um órgão do governo está interferindo em uma operação privada antes de ela ser concluída? Da conversa com várias fontes governamentais e das empresas, deduz-se que a SDE e o Cade temem o fortalecimento do que acreditam ser um cartel, o do cimento no Brasil. Cartel do qual a CSN estaria fora.

Portanto, grosso modo, descontentes com a lentidão do processo da SDE sobre cartelização, as autoridades do direito econômico optam por incentivar a CSN. Sabe-se lá por que, imaginam que Steinbruch jamais aderiria ao suposto pool...

De concreto 3

Se isso é legal - o governo diz que é, amparado na lei concorrencial 8.884 - só o tempo é que vai dizer.

Mas, independentemente de tudo, que é muuuuito estranho ver interferência direta antecipada do governo em negócio privado, lá isto é.

Noite em claro

Dilma e Alexandre Padilha passaram a noite, no Recife, perto de Lula, no Real Hospital Português. E foi com eles que o médico Cleber Ferreira, que acompanhava o presidente, negociou a desistência de Davos.

Por um beijo

Depois de mexer de alto a baixo no espetáculo que levaria a Dubai - em que há uma cena de beijo entre Romeu e Julieta, não permitida no país - Thiago Soares teve de desfazer a mala.

É que a crise, por lá, chegou aos palcos.

Cabeça, coração

Peréio se emocionou com a declaração, ao Estado, de Mário Bortolotto, baleado em dezembro. Ele disse não ter visto nem Deus nem o diabo durante o coma, só Peréio. "Mostra que estou vivo no coração dele", avisa.

À deriva

A cúpula do DEM marcou para dia 2 uma conversa espinhosa: decidir o que fazer com o partido... no DF.

Escondidinho

Do alto do seus 100 anos, Maria Amélia Buarque de Holanda namora - inclusive para matar a saudades - livro inédito do marido Sérgio Buarque de Holanda.

Organizado por Fernando Novais, ele sai em abril pela Cia. das Letras.

Negro, o quadro

O clima anda pesado na PUC-SP. A associação dos Professores entrou na Justiça do Trabalho contra a reitoria. Pedem o cumprimento de um acordo salarial referente a... 2005.

As duas partes se reúnem dia 2 para tentar um acordo.

Pé no frevo

Sérgio Guerra arrancou promessa de Serra: ele estará no sábado de carnaval no Recife, vendo o Galo da Madrugada. É provável que Dilma também apareça.

Troca de guarda

Mario Roiter, ex-embaixador do Brasil no Kuwait, só espera o acerto entre o Itamaraty e o novo governo de Honduras para apresentar credenciais em Tegucigalpa. Seu antecessor, Brian Neele, ainda não sabe para onde será escalado.

Embaixador informal no país, o encarregado de negócios Francisco Catunda deve ser transferido para a República Dominicana.

frente a favor

No melhor clima "não desisto nunca", a Flip tenta, pela terceira vez, trazer a Paraty Tony Judt, o historiador.

Aceita, vai...

Fumacê legal

Com a regulamentação da venda de marijuana - para uso medicinal - em alguns Estados nos EUA, pipocam pontos de venda. E Aspen, paraíso dos esquiadores brasileiros, é um deles.

Em abril, o centro de esqui organiza reunião entre plantadores, fornecedores, pacientes e outros agentes da nova "indústria".

Fumacê legal 2

O símbolo do remédio é uma cruz vermelha com folha de 6 pontas, da cannabis. Mas nada de "liberou geral": só pacientes cadastrados podem comprar.

Diário de mochileiro no Peru

Diego Gutierrez, mochileiro brasuca de 19 anos, conseguiu, com mais alguns amigos, escapar às enchentes em Machu Picchu abrigando-se no luxuoso Machu Picchu Sanctuary Lodge, onde a diária é de US$ 1.022. Mas não pode usufruir da mordomia. Em conversa ontem com a coluna, contou que está há quatro dias sem banho, dormindo amontoado com outros turistas no chão do refeitório.

Mas não parece incomodado com a situação. Afinal, come três vezes ao dia. "E de graça", conta, brincando. "Café com pão e, no almoço e jantar, arroz com caldo de frango."

Consegue falar com a família graças ao único telefone público do lugar. A internet do hotel está, desde anteontem, proibida para não-hóspedes.

Cansado de jogar baralho e bater papo, sem nada para fazer, Gutierrez pretendia, ontem, caminhar até Águas Calientes - pois, mesmo com desconto de 50% do Sanctuary Lodge, o preço continua acima de suas posses. "Vou tentar me hospedar em algum hotelzinho por lá", explicou.

Arrependido? "Não. Eu gosto de aventura. Se der, volto".

Na FRente

Para a montagem da Ocupação Chico Science, no Itaú Cultural, a produção providenciou réplica do Landau que o compositor dirigia em Recife. A exposição abre dia 4.

Marcelo Fernandes, do Kinoshita, vai abrir novo restaurante em SP. E foi pesquisar as novidades gastronômicas e arquitetônicas na Espanha.

[O ESPIÃO]Um dos maiores pilotos brasileiros de motovelocidade inaugura, dia 3, a Alex Barros Riding School, escola de pilotagem.[/O ESPIÃO]

O Projeto Meretrio² apresenta show, hoje, no Centro Cultural São Paulo.

No ato de hoje, pelo Dia Internacional de Recordação das Vítimas do Holocausto, lideranças judias e sobreviventes da guerra prestam homenagem às vítimas das catástrofes de Angra dos Reis e do Haiti. Na sinagoga da Confederação Israelita Paulista.

A coluna trocou, ontem, o nome do vice governador de Minas. Que se chama Antonio e não José Anastasia.

Corre entre líderes petistas que, assim que estiver nos trinques, Lula vai bater forte. E anunciar em São Paulo o... Balsa-Família.

Colaboração

Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado.com.br

Gabriel Manzano Filho gabriel.manzanofilho@grupoestado.com.br

Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br

Pedro Venceslau pedro.venceslau@grupoestado.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.