Direto dos EUA: Cessar-fogo em Gaza é oportunidade para Obama no Oriente Médio

Correspondente da BBC Brasil em Washington, Pablo Uchoa analisa a trégua mediada pelo Egito e apoiada pelos Estados Unidos.

BBC Brasil, BBC

22 de novembro de 2012 | 12h30

O cessar-fogo entre Israel e o grupo palestino Hamas, que pôs fim a oito dias de hostilidades entre os dois lados, está sendo visto por analistas como uma oportunidade de política externa no Oriente Médio para o segundo mandato do presidente Barack Obama.

Alguns analistas acreditam que o cessar-fogo pode melhorar as relações da Casa Branca com o governo israelense, depois de meses de tensão entre Obama e o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu.

Ainda durante a campanha eleitoral nos EUA, o premiê de Israel deixou clara sua preferência pelo republicano Mitt Romney, rival de Obama que é amigo de Netanyahu há mais de 30 anos.

Já outros observadores creem que o conflito é uma chance para os Estados Unidos pressionarem Israel a rever sua atuação nos territórios palestinos.

Um sinal disso é o envio da secretária de Estado americana, Hillary Clinton, a Israel e ao Egito.

O comentário é do correspondente da BBC Brasil em Washington, Pablo Uchoa. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.