Direto dos EUA: Heroínas

Forças Armadas americanas permitirão que mulheres assumam posições de combate nas operações do país.

BBC Brasil, BBC

25 de janeiro de 2013 | 12h51

A notícia de que as Forças Armadas americanas vão permitir que mulheres assumam posições de combate foi bem-recebida nos Estados Unidos, relata o correspondente da BBC Brasil em Washington, Pablo Uchoa.

Ainda faltam detalhes de como a autorização vai funcionar na prática: que posições exatamente ficarão disponíveis , e se estas incluirão as forças especiais. Mas a direção é inequívoca, avalia o correspondente.

Na sociedade americana, a profissão de militar implica orgulho e status - aos quais as mulheres também querem ter acesso. E em um contexto mais amplo, a própria guerra, menos tradicional e mais voltada para o combate a militantes e guerrilheiros, já não segue o mesmo conceito.

As mudanças tiveram efeito sobre os militares americanos, comenta o repórter. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.