Diretor da CIA diz que Bin Laden está no Paquistão

O diretor da CIA, Leon Panetta, disse na quinta-feira que a agência de inteligência acredita que o líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, está escondido no Paquistão e que espera que as operações conjuntas com as forças paquistanesas o localizem.

REUTERS

11 de junho de 2009 | 16h57

Indagado se tem certeza de que Bin Laden está no Paquistão, Panetta disse a jornalistas: "Pela última informação que tivemos, ainda é o caso".

Bin Laden, que desde os ataques de 11 de setembro de 2001 vem conseguindo fugir da caçada liderada pelos EUA, vem divulgando fitas de áudio e vídeo ao longo dos anos, demonstrando que ainda está vivo.

"Encontrar Bin Laden é uma de nossas maiores prioridades", disse Panetta. "Uma de nossas esperanças é que os paquistaneses façam avanços militares e que, em conjunto com nossas operações, possamos ter uma chance melhor" de encontrar o líder da Al Qaeda.

Panetta disse que a Al Qaeda ainda é "a mais grave ameaça de segurança" aos Estados Unidos e que seus líderes, especialmente no Paquistão, continuam a conspirar contra os EUA.

Há "várias pessoas" em campo no Paquistão que fornecem informações aos EUA sobre alvos da Al Qaeda.

A agência de inteligência também foca os países em que a Al Qaeda poderia encontrar refúgio, disse Panetta, como Somália e Iêmen.

Mais conteúdo sobre:
CIAALQAEDABINLADEN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.