Diretor da Cisa evita perguntas sobre preço de minério de ferro

O diretor da Associação de Ferro e Aço da China (Cisa) saiu de uma reunião a portas fechadas em Pequim nesta quinta-feira evitando fazer comentários sobre sugestões de que um acordo de preços de minério de ferro com produtores internacionais é iminente.

REUTERS

30 Julho 2009 | 10h12

O secretário-geral da Cisa, Shan Shanghua, respondeu de maneira ríspida a questões sobre o progresso das negociações com as australianas Rio Tinto e BHP Billiton e a Vale, que já superaram em muito um prazo tradicional de encerramento em um mês.

Ele também lançou dúvidas sobre declarações feitas na semana passada pelo vice-presidente da Cisa, Li Xiaowei, que afirmou que um acordo poderia ser alcançado em dez dias.

"Isso é só o que ele pessoalmente disse. Quando o resultado chegar, vamos, claro, divulgar a informação", disse Shan a jornalistas.

A reunião bianual das 72 companhias integrantes da Cisa foi marcada para discutir o impacto da crise financeira sobre o setor siderúrgico doméstico, mas esse assunto tem sido superado pelas negociações de preços de minério de ferro e pela prisão de quatro funcionários da Rio Tinto em Xangai acusados de espionagem industrial.

Os representantes da Cisa tem sido mantidos sob restrito acesso, recolhidos no salão da conferência e sob ordens de manter em sigilo o conteúdo das discussões.

Perguntado sobre a pauta da manhã desta quinta-feira, um delegado disse que não poderia discutir o assunto.

A reunião da Cisa termina na tarde desta quinta-feira e será seguida por uma entrevista coletiva à imprensa na sexta-feira, aberta apenas à mídia local.

(Por David Stanway)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAO PRECO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.