Diretor de 'A Menina do Lado' morre

Ele tinha câncer no fígado

O Estado de S.Paulo

14 Outubro 2011 | 03h02

Memória

Morreu ontem, aos 73 anos, de câncer no fígado, o diretor Alberto Salvá. De origem espanhola, Salvá nasceu em Barcelona em 1938 e veio adolescente para o Rio. Entre os anos 70 e 80, desenvolveu trabalho constante no cinema, em filmes como Um Homem sem Importância, As Quatro Chaves Mágicas, Ana, a Libertina e Uma Mulher Casada. Era tido como um cronista da vida amorosa daquela época, embora tenha praticado em vários gêneros. Seu filme de maior sucesso e também o mais premiado é A Menina do Lado (1987), tratamento delicado de um tema explosivo, o relacionamento amoroso entre um jornalista quarentão (Reginaldo Faria) e uma garota de 14 anos (Flávia Monteiro). O longa, premiado em Gramado em 1988, é baseado no conto Alice, de sua autoria.

Salvá dirigiu diversos programas para a TV Globo como Carga Pesada e Globo Repórter. Deixa um longa inédito, Na Carne e na Alma. / LUIZ ZANIN ORICCHIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.