Diretor do AfroReggae se encontra com traficantes no Rio

O diretor executivo do Grupo AfroReggae, José Junior, acaba de chegar à Favela da Grota, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio, para conversar com traficantes de droga que estão cercados há dois dias por forças policiais e militares. Ele não quis dar declarações à imprensa na hora que chegou, informando apenas que tinha que "resolver um assunto sério" antes de dar entrevista.

ALFREDO JUNQUEIRA, Agência Estado

27 de novembro de 2010 | 13h08

Júnior subiu acompanhado por cinco homens por uma das ruas transversais da Avenida Itararé, uma das principais do complexo. Neste momento, esse local é guardado por seis soldados do Exército e mais seis policiais militares do Batalhão de Choque, todos armados de fuzis. A dez metros do local está estacionado um tanque do Exército. Além disso, veículos blindados das forças armadas e o "caveirão" da PM passam pelo lugar o tempo todo.

O Grupo AfroReggae mantém trabalho sociais em diversas comunidades carentes do Rio de Janeiro, inclusive no Complexo do Alemão. Júnior tem excelente relação com o governador do Estado, Sérgio Cabral Filho (PMDB), e seu vice, Luiz Fernando Pezão.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaRioAfroReggae

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.