Dirigente australiano critica escolha da Índia para sediar Jogos Britânicos

Competição com 70 países deve ocorrerer apesar de problemas na organização.

BBC Brasil, BBC

24 de setembro de 2010 | 15h39

A Índia não deveria ter sido premiada com a tarefa de organizar os Jogos da Comunidade Britânica de 2010, disse na quinta-feira o presidente do Comitê Olímpico da Austrália, John Coates.

As críticas, reportadas pela imprensa australiana, ocorrem após virem à tona sérios problemas de infraestrutura e segurança da competição, que reunirá delegações de 70 países em Nova Déli, a partir de 3 de outubro.

A organização da competição foi marcada por atrasos e escândalos de corrupção. Na quinta-feira, a BBC revelou fotos que mostram a precariedade da vila dos atletas. E, no dia anterior, desabou parte do forro do principal estádio da competição.

Nova Déli também vive um surto de dengue, e o assassinato de dois turistas nos arredores de uma mesquita da cidade, no domingo, levantou temores quanto à segurança.

Presença questionada

"O foco deve ser a segurança dos atletas", disse Coates, afirmando também que a federação dos Jogos da Comunidade Britânica foi incapaz de monitorar o progresso da organização da competição.

"Se não estamos satisfeitos com a segurança, a saúde e a higiene, então eu questiono a ida (a Nova Déli) para competir", declarou.

Já o executivo-chefe dos jogos, Mike Hooper, disse que houve progressos nos últimos dias e que não há possibilidade de a competição ser cancelada.

A BBC visitou nesta sexta-feira as instalações e constatou melhorias na higiene, mas ainda resta muito trabalho a fazer.

Condições precárias da vila olímpica preocupam delegações

Hotel

A delegação britânica foi a primeira a chegar a Nova Déli, nesta sexta-feira, mas se hospedará inicialmente em um hotel, e não na vila olímpica.

Outros países adiaram sua viagem à capital indiana por causa dos problemas, e alguns atletas cancelaram sua ida ao evento.

Apesar da crítica de Coates, algumas autoridades da delegação australiana se disseram satisfeitas com suas futuras acomodações na Índia, que passarão a ocupar na segunda-feira.

A Nova Zelândia confirmou nesta sexta que participará da competição, mas que monitorará a situação de sua delegação diariamente.

O evento esportivo é o maior já sediado pela Índia e se tornou o mais caro da história dos Jogos Britânicos. Seu custo total pode chegar a US$ 10 bilhões.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.