Disparo acidental mata menino de 8 anos no litoral de SP

Um menino de 8 anos morreu após um disparo acidental atingir sua cabeça na noite da última sexta-feira, 7. Ele estava sozinho em um quarto na casa de sua tia na Vila Lígia, no Guarujá (SP), quando, por volta das 23 horas, ela ouviu o barulho de um tiro. Ao chegar no cômodo, a tia o encontrou com um ferimento na cabeça e um revólver ao seu lado.

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

10 Outubro 2011 | 16h02

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os pais da criança chegaram ao local logo depois e socorreram a criança com a ajuda de policiais ao Hospital Santo Amaro. O menor, porém, não resistiu, e faleceu por volta das 3h30 de sábado, 8.

Uma das tias do garoto contou que a arma provavelmente foi deixada na casa por um cunhado que faleceu há cerca de três anos. Ela ficava guardada em seu guarda roupa, mas a família acreditava que o revólver estivesse descarregado.

O pai e a tia que socorreram a vitima não puderam ser ouvidos pois estavam muito abalados, conforme a SSP. Eles permaneceram sob cuidados médicos. A perícia foi feita na casa, mas pouco foi apurado, pois o local havia sido alterado para socorro do menino. O caso foi registrado na delegacia do Guarujá como morte suspeita.

Mais conteúdo sobre:
violênciadisparoacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.