Disputa acirrada de democratas chega à capital americana

Obama e Hillary travam duelo pela indicação do partido em mais três primárias.

Bruno Garcez, BBC

11 de fevereiro de 2008 | 15h00

A disputa entre os democratas Hillary Clinton e Barack Obama será o centro das atenções das primárias que chegam à capital dos Estados Unidos nesta terça-feira, com prévias simultâneas em Washington DC e nos Estados de Maryland e Virgínia.Os eleitores irão às urnas para escolher os pré-candidatos dos partidos Republicano e Democrata, mas as atenções estão todas voltadas para a disputa democrata, que ficou ainda mais acirrada depois da vitória de Obama em quatro primárias no fim de semana.Em circunstâncias normais, as chamadas Primárias do Potomac, em referência ao rio que banha a capital americana e os Estados da Virgínia Ocidental, Virgínia e Maryland, seriam de pouca relevância.Mas com a disputa cada vez mais acirrada entre Hillary e Obama, a primária eleitoral adquiriu uma importância que há poucos meses seria totalmente inesperada. VantagemNo fim de semana, o senador Barack Obama venceu as prévias realizadas nos Estados de Nebraska, Washington, Lousiana e Maine.As vitórias de Obama levaram Hillary a substituir sua gerente de campanha, Patti Sollis Doyle, por Maggie Williams, que foi sua chefe de gabinete durante os anos de Bill Clinton na Casa Branca.Nós últimos dias, os candidatos e seus familiares vêm participando de inúmeros eventos na região de Washington.No fim de semana, enquanto Hillary fazia campanha na Virgínia e em Maryland, o ex-presidente Bill Clinton discursava em igrejas de Maryland e de Washington, freqüentadas predominantemente por afro-americanos. A filha do casal, Chelsea Clinton, participava de um evento na Universidade de Maryland. Os eleitores negros têm votado em peso em Obama em diferentes Estados. O senador pelo Estado de Illinois também tem vantagem entre os jovens e os eleitores com maior nível educacional.Nesta segunda-feira, Obama programou uma visita à Universidade de Maryland, que serviu de palco para um comício de Hillary no fim de semana.No fim de semana, o senador discursou para mais de 4 mil pessoas em uma escola secundária da Virgínia. Ao lado dele, estava o governador do Estado, Timothy Kaine, que está apoiando Obama.Já o governador de Maryland, Martin O'Malley, anunciou seu apoio a Hillary Clinton.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.