Diversos países avançam em reflorestamento, mostra estudo

As florestas continuam a desaparecer em alguns países, mas o volume de árvores por quilômetro quadrado aumenta em muitos outros, de acordo com um novo estudo.Grupos de defesa do meio ambiente alertam há tempos para a destruição das matas em países como o Brasil e a Indonésia, onde o abate de árvores continua, mas uma pesquisa recente, que analisa não apenas a área coberta, mas a densidade da população de árvores, encontrou crescimento das florestas em 22 países, ao longo dos últimos 15 anos.O trabalho, encabeçado por Pekka E. Kauppi, da Universidade de Helsinque, na Finlândia, aparece na edição desta terça-feira do periódico Proceedings of the National Academy of Sciences.Os cientistas estudaram 50 países com amplas florestas. Entre 1990 e 2005, o estoque total de florestas caiu mais depressa na Indonésia, Nigéria e Filipinas, e cresceu mais rapidamente na Ucrânia e na Espanha.Países com aumento no estoque de florestas são, segundo o artigo: Áustria, Bielo-Rússia, Chile, China, República Checa, Finlândia, França, Índia Itália, Costa do Marfim, Japão, Malásia, Nepal, Noruega, Polônia, Rússia, Espanha, Suécia, Turquia, Ucrânia, EUA e Vietnã.O estudo foi financiado pela Academia da Finlândia e pela Fundação Nacional de Ciências da China.

Agencia Estado,

13 de novembro de 2006 | 20h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.