Dnit não tem previsão de liberação da BR-364

Equipe do Dnit está há dois dias fazendo inspeção da BR-364 na região do município de Jacy-Paraná (localizado a aproximadamente 180 quilômetros a partir de Porto Velho sentido Rio Branco). O local ainda reúne os pontos mais críticos da cheia histórica do Rio Madeira.

ITAAN ARRUDA, Agência Estado

05 Março 2014 | 15h33

Não há previsão de liberação da estrada, fechada há dois dias. A medida deixa o Acre isolado por terra. O abastecimento de gêneros alimentícios básicos continua sendo feito por via aérea e por balsas vindas de Manaus.

Periodicamente, o governador do Acre e empresários do setor supermercadista e de postos de combustível se reúnem para fazer avaliações. O Exército Brasileiro iniciou operação para auxiliar o abastecimento do Estado.

De acordo com a assessoria do Governo do Acre, 60 toneladas de trigo foram desembarcadas em Rio Branco. A carga foi transportada em caminhões do Exército com suspensão mais elevada do que o comum.

No sábado, 1º, mais duas aeronaves da Força Aérea Brasileira aterrissaram em Rio Branco com 26 toneladas de medicamentos e hortifrutigranjeiros. De acordo com a assessoria de governo, as medidas emergenciais estão contando com a logística e apoio mediada pela Casa Civil da Presidência da República.

Em Porto Velho, acumulam-se os caminhões com carga cujo destino é o Acre.

Mais conteúdo sobre:
chuvasAcreDnit

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.