Docentes criticam segundo dia da Unicamp

A ausência de questões de filosofia e de sociologia no segundo dia de provas da segunda fase da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi uma reclamação frequente de professores de ensino médio ouvidos nesta segunda-feira (14) pelo jornal O Estado de S. Paulo. De modo geral, os exames foram avaliados por eles como "tradicionais".

CRISTIANE NASCIMENTO, Agência Estado

15 de janeiro de 2013 | 10h01

A segunda fase do vestibular da Unicamp conta com cinco provas. A cada dia, os estudantes devem responder 24 questões dissertativas. Nesta segunda, mais de 13 mil fizeram os exames de inglês, ciências humanas e artes. A taxa de abstenção foi de 13,4%. Dos 15.352 candidatos convocados, 2.056 não compareceram. A abstenção do primeiro dia, que teve questões de língua portuguesa, literatura e matemática, foi de 12,2%. Nesta terça-feira, a prova aplicada será a de ciências da natureza. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Mais conteúdo sobre:
Unicampvestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.