Docentes são gratificados desde 2008 em SP

No Estado, o bônus dos professores está atrelado ao desempenho dos alunos. O valor chega a 2,4 salários, definido com base no rendimento dos estudantes na prova do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp).

O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2012 | 02h01

Cada escola tem metas de aprendizado a serem cumpridas. Professores e servidores que atingem 100% das metas recebem 2,4 salários. Se a escola cumpriu metade da meta, por exemplo, recebe meio bônus.

Neste ano, 85,1% das escolas paulistas foram bonificadas. Isso corresponde a 205 mil docentes, diretores e demais profissionais. O valor pago pelo governo foi de R$ 538,5 milhões. Para coibir as faltas, o bônus depende da frequência: quem não comparece às aulas em pelo menos dois terços do ano perde o direito.

O Saresp é uma prova anual que avalia os alunos nos 3º, 5º, 7º e 9º anos do ensino fundamental e no 3º do ensino médio. Com as notas e dados do fluxo escolar (porcentual de aprovação) é calculado o Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp). / OCIMARA BALMANT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.