Dois detentos são assassinados em prisão no PE

Em mais um final de semana de tensão no sistema prisional pernambucano - que vem enfrentando recorrentes rebeliões - dois detentos foram assassinados ontem no Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife. Wellington Batista do Nascimento e Wellington Benedito da Silva Ferreira foram espancados e esfaqueados por outros presos. De acordo com o superintendente de Segurança Penitenciária de Pernambuco, Isaac Wanderley, a dupla teria sido alvo de um "acerto de contas". Construído para abrigar 311 homens, o Cotel contabiliza cerca de 1.020 presos - 228% a mais do que a capacidade. Genice da Silva, mãe de Benedito, responsabiliza a administração carcerária pela morte do filho. "Em uma cela do tamanho de um banheiro colocam oito homens e acaba acontecendo uma desgraça como essa", lamentou. Uma sindicância interna foi aberta para apurar a responsabilidade pelos crimes.

MONICA BERNARDES, Agencia Estado

09 de dezembro de 2007 | 19h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.