Dois homens presos pela Coreia do Norte dizem ser espiões para Sul, segundo CNN

Dois homens presos pela Coreia do Norte em março disseram em entrevistas à CNN que eram espiões da agência de inteligência da Coreia do Sul, noticiou o canal de televisão a cabo neste domingo.

REUTERS

03 Maio 2015 | 17h36

A Coreia do Norte disse que Kim Kug Fi e Choe Chun Gil eram nativos da Coreia do Sul trabalhando como espiões para o Serviço Nacional de Inteligência de Seul da cidade de Dandong, na fronteira com a China. A imprensa estatal norte-coreana acusou um deles de administrar uma "igreja subterrânea" e disseminar informações diplomáticas em pen drives e cartões de memória no país. A Coreia do Sul disse que as acusações não têm base.

No domingo, a CNN noticiou que a Coreia do Norte disponibilizou os dois homens para entrevistas separadas, com a presença de oficiais.

O canal informou que não conseguiu verificar de forma independente os relatos, que, segundo a emissora, eram semelhantes entre si e pareciam com uma notícia da imprensa estatal norte-coreana publicada em março sobre sua prisão.

Mais conteúdo sobre:
COREIADONORTE ESPIOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.