Dois policiais morrem baleados no Rio no fim de semana

O subtenente Gerson Siqueira Bastos, de 52 anos, lotado no 4º Batalhão de Polícia Militar, em São Cristóvão, zona norte do Rio, morreu durante uma tentativa de assalto em Barros Filho, também na zona norte. Neste sábado, o policial, que estava de folga, levou um tiro na barriga quando passava de carro pelo bairro acompanhado pela esposa.

THAISE CONSTANCIO, Agência Estado

23 Março 2014 | 11h37

Ele foi operado no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas não resistiu aos ferimentos. O subtenente será sepultado neste domingo, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona norte.

Também no sábado, o sargento Maurício Pedro da Silva, de 44, levou um tiro no tórax após uma perseguição a bandidos em Magalhães Bastos, zona oeste. Ele foi levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, zona oeste, mas não resistiu aos ferimento e morreu.

A perseguição começou quando o Grupamento de Ações Táticas (GAT), que passava perto da Estrada General Canrobert da Costa, desconfiou de dois homens em uma moto. Os policiais tentaram abordá-los, mas a dupla conseguiu fugir. Na troca de tiros, o sargento foi atingido em um dos acessos da favela Curral das Éguas, em Realengo. Silva também será sepultado no cemitério Jardim da Saudade, neste domingo.

Mais conteúdo sobre:
Rioviolênciamortespoliciais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.