Dois são presos por revender droga em área nobre do Rio

Dois homens foram presos em apartamentos localizados em endereços nobres da zona sul do Rio acusados de revender drogas dos traficantes dos morros da zona sul carioca, ocupados por tropas da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Ricardo Melo Sampaio, de 43 anos, foi preso em um apart hotel na Rua Professor Antônio Maria Teixeira, no Leblon. Ele é acusado vender entorpecentes no apartamento, que era abastecido com maconha por traficantes do Morro do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana. Já Frederico Santos Sampaio Viana foi preso em casa, na Rua da Matriz, em Botafogo, sob a acusação de manter um "disque droga". De acordo com as investigações, ele iria buscar os entorpecentes com traficantes de Volta Redonda, no sul do Estado, e do Morro do Cantagalo, em Ipanema.

PEDRO DANTAS, Agência Estado

28 de janeiro de 2011 | 16h56

Ao todo, os agentes da 13.ª Delegacia de Polícia de Copacabana cumpriram 13 mandados de prisão nos morros do Cantagalo, Pavão-Pavãozinho e Chapéu Mangueira, sendo que um mototaxista foi preso na Cruzada São Sebastião, no Leblon. A delegada titular da 13.ª DP, Monique Vidal, disse que o tráfico nestes morros continua sob o comando de uma facção criminosa, mas está "enfraquecido, pobre e desarmado". Sobre os homens de classe média, ela disse que chamou a atenção da polícia a quantidade comercializada. "O acusado conhecido como Fred comprava quantidades absurdas, promovia festas em seu apartamento no Leblon para revender a droga", afirmou Monique.

Tudo o que sabemos sobre:
tráficodrogamorroRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.