Dono de construtora é indiciado por desabamento na BA

Foi entregue hoje ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) o inquérito policial da investigação sobre o desabamento do edifício Guaratinga, no bairro de Pernambués, em Salvador, em 17 de julho do ano passado. Produzido pela 11.ª Delegacia, com o apoio do Departamento de Polícia Técnica (DPT), o inquérito indiciou o dono da construtora Marques Lima Construções Ltda., Sílvio Lima de Jesus, e o engenheiro responsável pela obra, Eduardo Wesley Lima de Aquino, por homicídio e lesão corporal.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

27 Junho 2011 | 16h39

O prédio de sete andares, que estava em fase final de construção, caiu sobre uma casa e causou a morte de três pessoas. Duas crianças, de 7 e 8 anos, filhas de uma das vítimas, ficaram feridas. Dois fiscais da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso de Solo do Município (Sucom), Paulo Fernando Serra Villa e Paulo Nascimento, também vão responder na Justiça pelos dois crimes e por prevaricação, por supostamente terem negligenciado irregularidades na obra.

A análise do DPT apontou que houve subdimensionamento das pilastras de sustentação do edifício e falhas no levantamento topográfico do terreno, que desconsiderou o solo argiloso e a presença de materiais típicos de aterro, como resíduos plásticos e entulho, na terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.