Dono de restaurante que explodiu no Rio depõe amanhã

O dono do restaurante que explodiu na semana passada no Rio de Janeiro, Carlos Rogério do Amaral, deve prestar depoimento sobre o incidente nesta segunda-feira, informou a Agência Brasil.

AE, Agência Estado

16 de outubro de 2011 | 15h53

Ele e o irmão, Jorge Amaral, gerente do Filé Carioca, não se apresentaram em duas convocações policiais anteriores, sob a justificativa de estarem física e psicologicamente abalados pelo acidente. De acordo com o advogado dos irmãos, Bruno Castro, Jorge estava no restaurante no momento da explosão e teria se ferido e Carlos estaria sob o efeito de medicamentos por causa do choque.

De acordo com informações da Agência Estado, a polícia já ouviu 15 depoimentos sobre a explosão, incluindo funcionários do restaurante e comerciantes do prédio em que funcionava o Filé Carioca.

Um vazamento de gás é apontado como a causa do acidente. Três pessoas morreram e 17 ficaram feridas.

Mais conteúdo sobre:
Riorestauranteexplosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.