Donos de lotérica são presos por iludir ganhador e ficar com bilhete premiado

Idoso levou bilhete até loja em Norfolk para verificar se bilhete era mesmo o ganhador; prêmio era de mais de 150 mil libras.

BBC Brasil, BBC

20 Março 2012 | 12h09

Dois donos de lotérica de Norfolk, na Grã-Bretanha, foram condenados a 14 meses de prisão por tentar roubar um bilhete de loteria premiado de um idoso no valor de mais de 150 mil libras, equivalente a cerca de R$ 450 mil.

Alfred Jeevarajah, 45 anos, e Anne Jeevarajah, 38, admitiram a fraude e Anne admitiu uma acusação de furto, de acordo com o site da polícia de Norfolk.

O casal era dono de uma loja na cidade que revendia bilhetes da loteria britânica, a National Lottery, até julho de 2011.

Um dos clientes, um idoso de mais de 70 anos, foi até a loja levando um bilhete de loteria que comprou no local, para verificar se era o bilhete vencedor.

Mas os donos da lotérica disseram ao idoso que o bilhete tinha ganho apenas um prêmio de dez libras ao invés do prêmio total, de mais de 150 mil libras.

Alfred Jeevarajah então ligou para a companhia responsável pela distribuição dos prêmios da loteria britânica, a Camelot, reivindicando o prêmio.

Mas, a companhia desconfiou e pediu uma investigação da polícia da região.

"A loteria é um jogo de sorte mas a última coisa que você espera é que os donos da loja que vendem os bilhetes abusem de sua posição tentando reivindicar o prêmio para eles", afirmou a detetive da polícia que investigou o caso Sophie Getley.

Segundo o jornal The Daily Telegraph, a loja do casal tem atualmente um aviso na porta com o alerta que o estabelecimento está "fechado até segunda ordem". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
also loteria bilhete idoso prisão fraude norfolk

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.