Dow Chemical terá fábricas de químicos especiais nos EUA

A Dow Chemical planeja construir várias fábricas de produção de produtos químicos especiais na costa do Golfo dos Estados Unidos para se beneficiar do gás natural de xisto mais barato.

Reuters

18 de março de 2013 | 09h30

As margens do negócio de plásticos de alto desempenho da Dow têm sido comprimidas na Europa e Ásia, onde a companhia utiliza o nafta, derivado de petróleo mais caro. Em contraste, as margens na América do Norte têm melhorado com a utilização de gás natural barato.

As novas plantas vão empregar até 3 mil trabalhadores no período de construção, disse a companhia, sem especificar o montante que pretende investir.

As fábricas vão produzir materiais para vários dos segmentos de mercado da Dow com crescimento mais rápido, como embalagens, higiene e medicina e também energia elétrica e telecomunicações, transporte, esporte e lazer e bens de consumo duráveis, disse a companhia.

A Dow informou que tem opções específicas de locais para as novas fábricas em estudo.

A companhia também anunciou nesta segunda-feira ter chegado a um acordo inicial para fornecer insumos de etileno a uma unidade petroquímica na costa do Golfo dos Estados Unidos que está sendo implantada pela refinaria japonesa Idemitsu Kosan e pelo grupo Mitsui.

Tudo o que sabemos sobre:
PETROQUIMICADOWCHEMICALESPECIAIS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.