Doze são presos por integrar grupo de extermínio no Rio

Uma mulher faz parte do grupo acusado de pelo menos 10 homicídios; quadrilha cobrava até R$ 2 mil por morte, diz polícia

AE, Agência Estado

26 Março 2012 | 08h11

Uma mulher e onze homens foram presos neste domingo, 25, acusados de envolvimento com um grupo de extermínio na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. As prisões ocorreram durante o cumprimento de 15 mandados de prisão e 21 de busca e apreensão.

Três integrantes da quadrilha cobravam valores que chegavam a R$ 2 mil por cada assassinato.  Muitas vezes o motivo das mortes encomendadas era banal, de acordo com a polícia.

Segundo o delegado titular da 63ª DP (Japeri), Carlos Augusto da Silva, as investigações começaram há cerca de quatro meses, após homicídios no bairro Jardim Delamare.  O grupo de extermínio é acusado de cometer pelo menos 10 assassinatos, dizem os policiais. Os presos foram indiciados pelos crimes de homicídio e formação de quadrilha e serão encaminhados nesta segunda-feira para a Polinter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.