Dubai condena casal ocidental a 3 meses de prisão por sexo em táxi

Uma mulher britânica e um homem irlandês, acusados de realizarem atos sexuais em um táxi de Dubai, foram condenados nesta quinta-feira a três meses de prisão e depois a deportação, informou o advogado do casal.

Reuters

22 de novembro de 2012 | 09h24

O caso é o mais recente no qual ocidentais são vítimas das leis de decência dos Emirados Árabes, evidenciando as diferenças culturais, à medida que os Emirados buscam um equilíbrio entre manter sua identidade muçulmana e servir a uma vibrante indústria turística.

Rebecca Blake e Conor McRedmond negaram as acusações de "violação da honra com consentimento" e de cometer "ato indecente em um táxi", quando compareceram perante a corte no mês passado. Eles se declararam culpados em uma terceira acusação, por consumo de álcool em público.

"A corte sentenciou-os a prisão por três meses e deportação e também a uma multa de 3.000 dirhams (817 dólares) cada um", afirmou o advogado Shaker al-Shammary à Reuters.

Ele disse que o casal iria recorrer da decisão.

Diversos casos em que ocidentais foram acusados de violar as leis de decência ocorreram nos últimos anos em Dubai, o mais cosmopolita dos sete membros da federação dos Emirados Árabes Unidos.

Em 2008, um casal britânico foi considerado culpado por ter relações sexuais bêbado, sem ser casado e em público, em uma praia de Dubai. Eles foram condenados a três meses de prisão e depois a deportação, mas tiveram seus prazos no cárcere diminuídos depois de apelação.

Em 2010, outro casal britânico foi condenado a um mês na prisão e multado por se beijar na boca em um restaurante em Dubai.

O abismo cultural no Estado do Golfo Árabe entre a população muçulmana nativa e a comunidade expatriada é notável na vida cotidiana.

Enquanto as mulheres nativas cobrem-se da cabeça aos pés com um lenço e o tradicional vestido preto, alguns expatriados ocidentais andam com shorts e mini-saiais, e praias públicas são cheias de turistas que tomam sol de biquíni.

(Reportagem de Rania El Gamal)

Tudo o que sabemos sobre:
EMIRADOSCASALPRESOSEXO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.