Dupla acusada de assaltos a papelarias é presa em SP

Uma dupla suspeita de praticar mais de 30 assaltos a uma rede de papelarias foi presa por policiais civis do Departamento de Investigações Criminais (Deic) na zona sul de São Paulo.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

20 Março 2012 | 06h01

Cícero Feitosa da Silva, o "Madruga", e Diego Caslech Dantas Gonçalves foram detidos na última sexta-feira, 16, por agentes da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Furtos, Roubos e Receptação de Cargas (Divecar) e reconhecidos por vítimas de 16 assaltos.

Durante 60 dias, os policiais apuraram roubos realizados nos últimos 18 meses a lojas de uma grande rede de papelarias. Os crimes eram praticados sempre por dois homens que, na maioria das vezes, utilizavam uma pistola de brinquedo para dominar as vítimas.

Posteriormente, notebooks e aparelhos eletroeletrônicos eram vendidos pelos ladrões, e foi a procedência do material que chamou a atenção dos policiais. Após identificar o veículo usado nos crimes, os agentes mapearam rotas de fuga e interceptaram os bandidos na Avenida Cupecê, após mais um ataque.

A arma de brinquedo foi encontrada com eles. Ambos foram reconhecidos por assaltos praticados em lojas de todas as regiões da capital, algumas invadidas várias vezes, e também em uma unidade de Santos, no litoral sul. Vítimas de outros 15 ataques ainda são aguardadas para tentar fazer o reconhecimento.

Segundo a Polícia, Cícero Feitosa da Silva chegava a fazer piadas exibindo um código de barras tatuado no braço esquerdo. Ele dizia que era propriedade da rede de papelarias, por isso, passava quinzenalmente para recolher dinheiro.

Mais conteúdo sobre:
prisão dupla assantantes SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.