Dupla é presa após racha matar grávida em SP

Dois rapazes foram presos ontem, em São Paulo, acusados de participação no racha que causou o atropelamento e morte de Pâmela Fernandes de Almeida, de 20 anos, grávida de três meses. O acidente ocorreu na madrugada de ontem na Rua Lagoa de Esmoriz, em Guaianazes, na zona leste da cidade.

JOÃO PAULO CARVALHO, Agência Estado

27 Junho 2011 | 08h54

Segundo relato de testemunhas à Polícia Militar, os dois jovens, de 20 e 22 anos, disputavam um racha em dois Celtas quando um dos veículos perdeu o controle, subiu na calçada e atropelou Pâmela. Os motoristas tentaram fugir, mas as pessoas que estavam no local seguraram os dois até a chegada da polícia.

Os dois carros foram periciados e apreendidos. Encaminhados ao 44º Distrito Policial de Guaianazes, os jovens assumiram a autoria do crime e vão responder por homicídio qualificado, racha, dirigir sem habilitação e tentativa de fuga do local do acidente.

Mais conteúdo sobre:
racha atropelamento grávida morte SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.