Dupla mata segurança de casa de shows após discutir

Dois homens revoltados por não poderem sair e voltar com a mesma comanda de uma casa de shows assassinaram um dos seguranças hoje, por volta das 2h20, na Vila Silvia, região de Ermelino Matarazzo, zona leste da capital. Outros dois seguranças foram baleados e não correm risco de morte.

BRUNO LUPION, Agência Estado

21 de maio de 2010 | 06h33

Segundo testemunhas, a dupla estava na "Arena Sertaneja" e queria sair sem pagar, para ir até o carro e retornar com a mesma comanda. Diante da negativa dos seguranças, houve um bate-boca e eles concordaram em pagar antes de sair. Alguns minutos depois, voltaram armados com uma pistola .765 e um revólver calibre 38 e atiraram várias vezes na direção das vítimas, que estavam na porta.

A dupla fugiu em alta velocidade em um Voyage vermelho, no sentido bairro, após atravessar o canteiro central da avenida. Edson Aparecido Prado, 34 anos, foi atingido no tórax e morreu a caminho do hospital, segundo a polícia. Outros dois seguranças estão internados em estado estável no Hospital de Ermelino Matarazzo. O crime foi registrado no 24º DP (Ponte Rasa).

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaassassinatobalada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.