Ecclestone quer nova votação sobre Barein e mudança de data

O chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, pediu uma nova reflexão e nova votação da Federação Internacional de Automobilismo sobre a decisão controversa tomada na semana passada de promover o Grande Prêmio do Barein em outubro.

ALAN BALDWIN, REUTERS

07 Junho 2011 | 12h33

Max Mosley, ex-presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e aliado de longa data de Ecclestone, também participou da discussão nesta terça-feira, declarando que o calendário não pode ser mudado sem a concordância de todas as equipes e que a corrida não tem chances de acontecer.

A FIA anunciou na sexta-feira que a corrida no Barein, inicialmente prevista para abrir a temporada da Fórmula 1 em março, mas adiada devido à turbulência civil no país, será promovida em 30 de outubro, no lugar do Grande Prêmio indiano.

A prova inaugural em Nova Délhi foi mudada para uma data ainda a ser acordada, como a última corrida da temporada, em dezembro.

Ecclestone disse ao jornal The Times que seria melhor adiar a corrida do Barein para o final da temporada e sugeriu que uma votação por fax poderia ser organizada rapidamente para revogar a decisão da FIA.

"Do jeito como as coisas estão no momento, não temos ideia do que vai acontecer", disse Ecclestone, aludindo à situação no Barein, onde a polícia continua a prender manifestantes.

"Seria melhor adiarmos o Barein para o final da temporada, e então, se tudo por lá estiver bem e em segurança, poderemos fazer a corrida. Se tudo não estiver bem, não fazemos a corrida e não haverá problemas."

Mais conteúdo sobre:
F1 ECCLESTONE BAREIN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.