'Ecoturismo pode viabilizar a preservação dos ecossistemas'

O fotógrafo de natureza Valdemir Cunha lança em novembro o livro Brasil Natural. A obra é um misto de livro de arte e fotos com literatura de viagem, e inclui imagens que ele fez nos últimos sete anos em locais como Pantanal (MS e MT), Fernando de Noronha (PE), Lençóis Maranhenses (MA), Chapada Diamantina (BA), Monte Roraima (RO), Foz do Iguaçu (PR) e Aparados da Serra (RS).

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2011 | 03h04

Que problema ambiental mais te preocupou ao percorrer esses lugares?

Todos eles têm seus problemas, mas o lugar mais sensível é o Pantanal. Infelizmente, a pecuária tradicional - que valorizava pastos naturais e o respeito àquele ecossistema - está sendo substituída, à medida que pantaneiros vendem suas terras para empresários que buscam maior produtividade. Para conseguirem isso, derrubam mata nativa e formam pastos. Se isso continuar, não acredito que o Pantanal que conhecemos hoje vá existir daqui a 20 anos. Apenas 5% de toda a planície pantaneira está protegida por algum tipo de reserva ambiental. O restante são fazendas ou cidades.

E como conciliar o ecoturismo com a preservação?

Só acredito que conseguiremos viabilizar a preservação de nossos ecossistemas adotando atividades econômicas compatíveis com a preservação. O ecoturismo é uma delas. Quando um fazendeiro no Pantanal abre uma pousada e percebe que a região tem muito onça e isso atrai turistas e receita, esse sujeito, mesmo perdendo algumas cabeças de gado, vai tolerar uma onça no seu quintal - desde que não seja um risco para sua família. Quando os habitantes que moram em torno de um parque nacional perceberem que o ecoturismo pode gerar mais renda e novas atividades profissionais para seus filhos, eles ajudarão na preservação e deixarão de se irritar com as restrições que a lei impõe aos vizinhos de uma reserva. / AFRA BALAZINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.