Ecovias diz que 100 mil carros ainda devem subir a serra

Quem retorna para São Paulo encontra engarrafamento nas rodovias na tarde deste domingo de Páscoa. As 14 horas, o tráfego estava lento na Rodovia dos Imigrantes, do km 35 ao km 32, no trecho de planalto, devido ao excesso de veículos. A Via Anchieta era a melhor opção para o motorista.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

24 de abril de 2011 | 14h31

Na Padre Manoel da Nóbrega o motorista enfrentava lentidão do km 292 ao 308, desde a cidade de Pedro de Toledo até Praia Grande. A concessionária Ecovias, responsável pelo Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), informou que faltam retornar à capital paulista 100 mil dos 378 mil veículos que desceram para a serra desde quarta-feira, dia 20. O SAI opera no esquema 2 × 8, com as seis pistas da Imigrantes e duas da Anchieta no sentido capital. As outras duas pistas da Anchieta seguem no sentido litoral.

A Rio-Santos registrava trânsito carregado do km 193 ao 237. A Mogi-Bertioga estava congestionada do km 81 ao 98, em Mogi. Já a Rodovia dos Tamoios tinha fluxo intenso, mas sem paradas no sentido São Paulo. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) recomenda que o motorista redobre a atenção em razão da neblina no trecho de serra, do km 72 ao 74, e por causa da chuva que atinge a região de Caraguatatuba, na altura do km 81.

Interior - A Rodovia Fernão Dias tem trânsito intenso, sentido São Paulo, entre o km 22, em Bragança até o km 65, em Mairiporã. A Rodovia dos Bandeirantes apresentava lentidão, na pista expressa, do km 80 ao 74, e do km 65 ao 56, em Jundiaí, e do km 90 ao 92, na região de Campinas. A Castello Branco tinha morosidade do km 62 ao 56 no trecho Itapevi - Itu do km 62 ao 56, e do km 32 ao 30, no trecho Barueri - Itapevi, ambos no sentido São Paulo. A Rodovia Dutra registrava congestionamento do km 101 ao 93, em Pindamonhangaba, e do km 60 ao 64, em Lorena.

Mais conteúdo sobre:
SPtrânsitoferiado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.