Edifício residencial de 79 andares é evacuado em Dubai após incêndio

Centenas de pessoas foram retiradas de um dos mais altos edifícios residenciais do mundo em Dubai neste sábado, quando o fogo varreu o prédio The Torch, um arranha-céu de 79 andares, segundo moradores.

REUTERS

21 Fevereiro 2015 | 10h11

O chefe da polícia de Dubai, general Khamis Mattar, disse que o fogo parecia ser resultado de um acidente e que não havia suspeitas de que tivesse sido causado por ato criminoso deliberado, segundo comentários feitos à agência de notícias estatal WAM.

Ele acrescentou que uma investigação foi iniciada para determinar a causa do incêndio, disse WAM.

Uma testemunha disse que chamas saíram de dois lados do edifício, com vidros e metais caindo do topo da estrutura, que tem mais de 330 metros de altura.

Mattar disse que quatro pessoas sofreram ferimentos leves. Pelo menos dez caminhões dos bombeiros apagaram as chamas após o alarme de incêndio ter sido disparado por volta das 2h da manhã locais.

(Por William Maclean e Noah Browning)

Mais conteúdo sobre:
INCENDIO DUBAI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.