Educação melhora em SP, mas ritmo é lento

O 5º ano do ensino fundamental é o que mais apresenta melhora no desempenho dos alunos da rede estadual de São Paulo, tanto em português quanto em matemática. No entanto, o crescimento - medido pelo Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) - ainda é lento se comparado aos resultados apresentados nos anos anteriores.

AE, Agência Estado

07 Março 2012 | 21h33

Entre 2008 e 2009, o 5º ano registrou um aumento de 10,4 pontos em português e 11 em matemática. Já entre 2010 e 2011 - este o ano dos dados mais recentes -, o aumento foi de 4,6 em língua portuguesa e 4,4 em matemática. Os dados preliminares de 2011 foram divulgados hoje. O exame é aplicado anualmente pela Secretaria Estadual da Educação e avalia os alunos do 3º, 5º, 7º e 9º anos do fundamental e da 3ª série do ensino médio, essencialmente em língua portuguesa e matemática.

"Houve uma queda de 2009 para 2010, mas em 2011 conseguimos reverter essa queda", afirma o secretário adjunto da Educação do Estado, João Cardoso Palma Filho. "Ainda não superamos 2009, mas estamos sinalizando um avanço muito importante, especialmente do 1.º ao 5.º ano do fundamental, no aumento do número de alunos nos níveis adequado e avançado".

Segundo os novos dados, houve melhora nas notas do 9º ano nas duas disciplinas. Já o ensino médio avançou apenas em matemática - e somente 0,5. Para Maria Izabel Noronha, presidente do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), apesar da pouca melhora, os dados devem ser vistos de forma positiva. "É pouco, mas avançou", diz. Ela atribui o progresso ao trabalho dos professores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
educação SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.